BLOG IEEP

Os melhores artigos em
Gestão Ágil e Liderança

27 de outubro de 2020

Quais os principais Erros em Liderança das organizações hoje em dia?

O tema liderança, apesar de muito falado, é extremamente complexo. Podemos confirmar isso quando constatamos que, apesar de ser a ciência humana mais estudada no mundo, ainda não existe uma definição universal aceita e aplicável em todas as situações.

Nos últimos tempos, as organizações mudaram e, consequentemente, suas lideranças também tiveram que se adaptar. Por isso, neste texto iremos falar sobre quais são os principais erros das lideranças das organizações hoje em dia. Quer saber mais? Acompanhe conosco!

Realizar o trabalho que deveria ser feito por um colaborador

Na realidade corporativa em que vivemos, em que a concorrência é cada vez maior, as organizações exigem ainda mais eficiência de seus colaboradores. Para que essa eficiência seja garantida e a empresa obtenha melhores resultados, o papel dos líderes de inspirar e desenvolver seus liderados é indispensável.

Saiba qual a relação entre liderança e os resultados da empresa.

Entretanto, ainda é muito comum que ao invés de desenvolver e dar autonomia aos seus liderados, o líder “coloque a mão na massa” e comece a realizar trabalhos operacionais. Isso é um erro grave.

Veja, a função do líder em uma equipe nunca pode ser “dar o peixe”, mas sim, “ensinar a pescar”.

Quando um líder decide realizar determinada tarefa dedicada aos seus liderados, gasta tempo e recursos que poderiam ser utilizados originalmente na potencialização dos resultados de seus colaboradores.

Por isso, um líder deve aprender a delegar funções para que não fique sobrecarregado e possa forcar na estratégia e na evolução de seus liderados.

Apoiar-se excessivamente em habilidades específicas

Quando falamos do contexto atual do mercado, percebemos que adaptabilidade é uma competência chave para qualquer equipe que queira se destacar neste cenário, vide a crise causada pela pandemia do Coronavírus.

Para que um time tenha um tempo de resposta rápido a adversidades no percurso, uma das principais características necessárias é a multidisciplinaridade entre os membros. Afinal, com um time diverso (tanto em habilidades quanto em experiências), fica muito mais fácil para a equipe se reorganizar internamente e encontrar soluções efetivas sem que hajam grandes impedimentos ou dependências externas.

Mas isso não é novidade! Em uma empresa que preza pelo desenvolvimento da agilidade, o papel do líder precisa estar focado em criar equipes multifuncionais, remover os impedimentos que estão barrando a entrega de valor, facilitar o entendimento dos objetivos e facilitar momentos de alinhamento entre a equipe.

Você pode ler mais sobre equipes ágeis em nosso artigo: “O Ágil na prática: Entenda o que são os Squads do Spotify”.

Quando a equipe é muito homogênea em termos de habilidade, perfis e experiências, qualquer desafio diferente que for encontrado no caminho irá requisitar a intervenção de outros profissionais para a sua resolução. É como se tivéssemos uma caixa de ferramentas com apenas chaves de fenda dentro: para resolver qualquer desafio diferente dos tradicionais iremos precisar de outras ferramentas.

Liderar pela autoridade, e não pelo respeito

Em empresas com modelos de gestão tradicionais, o líder é uma figura de autoridade. Ele delega tarefas, dá ordens e é a pessoa com a mais alta hierarquia dentro de uma equipe, não podendo assim ser questionado. Este tipo de liderança já caducou e não surte mais efeitos positivos em nossa realidade corporativa atual.

Um líder eficiente é aquele que influencia pelo respeito, pelo exemplo e pela habilidade em gerir as insuficiências e as potencialidades individuais de cada membro de sua equipe.

Certamente, isto exige do líder bastante sensibilidade para olhar para as pessoas, entender suas necessidades e anseios e, assim, conseguir engajá-los para obter o melhor de cada um.

Neste sentido, o bom líder deve criar um ambiente de aprendizado e vulnerabilidade, no qual tanto ele quantos seus liderados sejam sempre incentivados a errar, aprender, crescer e evoluir.

Veja aqui como os líderes podem motivar e manter uma equipe engajada.

Não alinhar as expectativas entre os colaboradores

Uma das principais e mais importantes funções de um líder é inspirar seus colaboradores a trabalharem em prol de um objetivo comum. Para que isso aconteça, é necessário que exista um alinhamento entre a equipe de “para onde estão indo” e o que é esperado de cada colaborador para que consigam chegar lá.

Pode parecer algo óbvio, mas é extremamente comum encontrarmos equipes desalinhadas quanto aos seus objetivos e expectativas. Isso gera um desgaste muito grande entre os membros, afinal, quando não existe esse alinhamento, cada pessoa irá, inconscientemente, balizar suas visões segundo suas próprias crenças, objetivos e expectativas, que nem sempre são compartilhadas entre todos.

Essa noção da  importância de que toda a equipe esteja alinhada sobre as expectativas e os desempenhos dos membros do time também é muito alinhada com valores de transparência e cooperação trazidos pela cultura ágil. Uma das práticas do Ágil que ajudam nesse quesito é a reunião diária (daily meeting), na qual todos os colaboradores de um grupo podem colaborar entre si, com feedbacks e insights responsáveis por eliminar impeditivos e agilizar o cumprimento de uma tarefa.

Agora que você já conheceu alguns dos principais erros em Liderança cometidos pelas organizações, que tal dar o próximo passo e entender como você pode influenciar na criação de uma equipe de alta performance através da Segurança Psicológica? Baixe agora nosso E-Book Gratuito e saiba tudo sobre o tema!

Banner Ebook Lideranca para Gestores

Veja Mais Artigos
Abrir chat
1
Oi, tudo bem? 😄
Aqui é a Fernanda, do IEEP
Tem alguma dúvida? Ficarei feliz em te ajudar!