BLOG IEEP

Os melhores artigos em
Gestão Ágil e Liderança

8 de abril de 2020

Entenda a diferença entre produtividade e agilidade

Você sabe qual é a diferença entre produtividade e agilidade? Sem dúvida, estas são duas características muito importantes para qualquer equipe ou empresa, e embora às vezes possam ser usadas em contextos semelhantes, esses adjetivos possuem significados bastante diferentes na prática. Principalmente quando os usamos para definir equipes.

Então, entenda de uma vez por todas a diferença entre produtividade e agilidade.

O que é produtividade?

Certamente você já ouviu muito falar de produtividade e tem uma ótima noção do que é. Afinal, é um conceito utilizado nas mais diferentes esferas da vida.

Segundo o dicionário Michaelis, produtividade pode ser definida como “Taxa de produção […] obtida num determinado período de tempo”.

Trazendo para um âmbito empresarial, produtividade é a capacidade de execução de uma tarefa dentro de um determinado período de tempo. Ou seja, um profissional produtivo é aquele que consegue concluir mais tarefas (seja preencher uma planilha, redigir um e-mail ou até revisar um texto) dentro de um determinado período de tempo.

Normalmente, o primeiro recurso que vem a mente ao pensar em produtividade é o tempo. E ele, de fato, é um dos mais importantes, mas não é o único. Dinheiro, trabalho, maquinário, poder computacional e diversos outros, também são indicadores de produtividade.

É inquestionável que produtividade é uma característica muito importante para um profissional e, não é a toa, que procuramos aperfeiçoá-la das mais diversas formas: buscando um espaço mais quieto para focar, adquirindo um computador mais rápido, utilizando planilhas com fórmulas automatizadas e etc.

E o que é agilidade?

Já a agilidade é um conceito que, dependendo do contexto, pode remeter a velocidade. Mas o que não é o caso de quando estamos nos referindo a “equipes ágeis” ou “profissional ágil”, por exemplo.

Em um conceito organizacional, entendemos agilidade como a capacidade de se gerar mais valor, com menos trabalho. Ou seja, um profissional ágil é aquele que consegue identificar o que vai gerar valor para o stakeholder em questão (seja um cliente, colega de trabalho ou o negócio como um todo) e foca o seu trabalho nessa geração de valor. Consequentemente vai precisar de despender menos esforço para entregar o valor requisitado.

Ficou confuso? Fica tranquilo que vou dar um exemplo!

Vamos supor que Ricardo seja um vendedor da Empresa X.

Em uma semana, Ricardo ligou para 250 contatos de uma lista de possíveis clientes da sua empresa. Como ele fez bem mais do que era esperado naquela semana, ele pode ter sido considerado altamente produtivo, tendo ou não um resultado atrelado a essa função.

Porém, em uma outra semana, ao invés de investir todo o seu tempo em ligações, Ricardo decidiu por enviar cartões de aniversário para os ex-clientes aniversariantes daquele mês. Uma ação que retornou para ele 5 novas vendas. Ele executou a ação rapidamente e os clientes viram valor no que foi feito. Então Ricardo foi ágil.

Ficou mais claro?

Agilidade é uma característica bastante relacionada a um “trabalho inteligente”, no qual você foca suas tarefas do que de fato gera valor para o fim almejado e deixa de lado todo o resto.

Esse é o motivo pelo qual as metodologias ágeis focam em ciclos curtos de aprendizado e iteração: você avaliando rapidamente o resultado da sua entrega ou projeto, mesmo que antes de finalizado, possibilita a identificação do que de fato gera valor e o investimento de tempo no que é mais valioso da entrega.

O que não significa que o profissional deve ser apenas ágil ou apenas produtivo. É importante se desenvolver nos dos dois: produzir rápido e focar o trabalho aquilo que é mais valorizado.

Ambas características lidam com o conceito de trabalho, apesar de uma falar puramente sobre a velocidade de execução enquanto a outra fala sobre a geração de valor resultante. E ter uma mescla de ambos é o caminho para a equipe atingir a alta performance.

Afinal, de nada adianta ter um foco extremo no que gera valor, se a velocidade de execução é extremamente lenta.

Agora que você já sabe a diferença entre produtividade e agilidade, que tal entender de fato SER ágil? No nosso E-Book, você encontra um conteúdo super completo sobre o assunto. Confira e descubra mais!

Banner Ebook Mentalidade Agil

Veja Mais Artigos
Open chat
1
Oi, tudo bem? 😄
Aqui é o Augusto, do IEEP
Tem alguma dúvida? Ficarei feliz em te ajudar!