Blog

Gostou dos nossos conteúdos? Cadastre-se abaixo e receba em seu e-mail

5 de dezembro de 2018

Como ser um grande líder? Comece mudando sua forma de pensar

De forma geral, quando se pensa em liderança pouco se comenta sobre a forma de pensar de um grande líder e como o seu pensamento influencia seu comportamento.

Geralmente comentamos sobre habilidade de trabalhar em equipe, de influenciar pessoas, de atingir metas, entre outras. Essas coisas são, sem dúvidas, muito importantes para considerar alguém um grande líder. Mas antes mesmo de adquirirmos essas habilidades devemos mudar nossa forma de ver o mundo. Vou te mostrar o porquê:

O que mudar para ser um grande líder

Vejamos: a partir da programação neurolinguística, temos a teoria do P ► S ► A ► R. Nesse caso, cada letra significa, respectivamente: Pensar, sentir, agir e resultarSabendo disso, percebemos que essa teoria, amplamente usada em coaching, nos mostra uma cadeia de acontecimentos.

Ou seja, a forma com que pensarmos conduzem aos sentimentos que temos. De forma análoga, o que sentimos é o que direciona as nossas ações que são os responsáveis por nossos resultados.

Pensando no que foi dito, é fácil perceber que os resultados que geramos vem originalmente da nossa forma de pensar. Ao entendermos isso, compreendemos que seus pensamentos atuais estão criando os seus comportamentos. Além disso, estão determinando o seu destino e o seu papel como líder.

Por isso, antes mesmo de querer se tornar um grande líder, você deve primeiro mudar nossa forma de pensar.

Locus de Controle

Existem várias formas de mudarmos a nossa forma de pensar, mas costumo dizer que uns dos principais passos é a forma pela qual interpretamos os eventos que acontecem a nossa volta. Esse entendimento vem da teoria da psicologia do Locus de Controle. Essa resume em duas as formas de enxergamos o mundo.

Locus de Controle Externo

O primeiro é o locus de controle externo que se refere as pessoas que acreditam que o sucesso depende de fatores tais como: chance, política, condições da comunidade, ambiente econômico e sorte.

Ou seja, tudo que acontece com essa pessoa será culpa de um fator externo que ela criará. Peter Senge, um dos principais autores sobre estratégia, refere-se a isso como uma defasagem de aprendizado. Esse é o pensamento no qual as pessoas pensam sempre que o inimigo está lá fora.

“Existe em cada um nós a propensão de encontrar alguém ou algo, uma razão externa para culpar quando as coisas não dão certo. Algumas organizações elevam essa propensão ao status de mandamento: Encontrarás sempre um agente externo para culpar”.

Essas pessoas dificilmente consegue ser um grande líder, ou obter sucesso na vida. Isso porque estão sempre justificando a sua própria limitação.

Locus Interno de Controle

No outro lado, temos o locus interno de controle. Esses são aqueles que acreditam que podem moldar seus destinos através de suas próprias capacidades e esforços.

Essas pessoas não justificam o que ocorre a sua volta por motivos externos. Por outro lado, entendem como suas ações e comportamentos impactam no que acontecem em sua vida. Ao contrário das pessoas de locus externo, esses são os protagonistas de suas próprias vidas. Além disso, sabem que o sucesso é conquistado pelo esforço próprio.

Leia também:

Afinal, como ser um grande líder?

Frente a essa reflexão sobre a mudança de mentalidade e a forma que você vê o mundo, é sabido que para ser um grande líder é preciso entender a si mesmo.

Por isso, tenha sempre em mente que o seu pensamento determina a forma que você se sente. Sentimentos esses que determinam as suas ações e geram resultados. 

Sabendo disso, a partir de hoje passe a liderar a si mesmo. Lidere os seus pensamentos. Dessa forma você conseguirá impactar o mundo através de suas ações de um grande líder.

Veja Mais Artigos
1
Oi, tudo bem? 😄
Aqui é o Bruno, do IEEP
Tem alguma dúvida? Ficarei feliz em te ajudar!
Powered by