Blog

Gostou dos nossos conteúdos? Cadastre-se abaixo e receba em seu e-mail

3 de abril de 2019

Relacionamento Interpessoal no Trabalho: Qual o Papel do Líder?

Acreditamos que liderar é a arte do relacionamento, afinal, liderança está mais relacionada com habilidades interpessoais do que de gerenciamento.

Não que estas últimas não sejam importantes, mas se estamos falando de inspirar e influenciar as pessoas, estamos falando de aspectos humanos mais do que técnicos.

Várias referências e estudos reforçam a importância do relacionamento e conexões autênticas para o sucesso das equipes. Em seu livro Os 5 Desafios das Equipes, Patrick Lencioni elenca como a primeira e uma das principais disfunções das equipes a falta de confiança, que desencadeia outras:

  • Medo do conflito;
  • Ausência de comprometimento;
  • Fuga da responsabilidade;
  • Falta de orientação aos resultados, afinal, as pessoas gastam mais energia gerenciando conflitos interpessoais do que focadas nos objetivos comuns.

relacionamento: 5 desafios das equipes

Com base nisso, elencamos algumas dicas práticas de como construir confiança e relacionamento nos times enquanto líder:

1) Julgamentos e Relacionamento: Uma combinação que não dá certo

Retire os julgamentos do seu dia a dia.

É impossível construir conexões de confiança e, consequentemente, um relacionamento genuíno em uma equipe quando há julgamento.

Neste cenário, as pessoas ficam mais preocupadas com como serão interpretadas e se serão julgadas pelos seus pensamentos e ações do que com a honestidade.

Entender como as pessoas realmente pensam é essencial para que líderes possam influenciá-las positivamente.

E para que a equipe seja vulnerável, então, é essencial que você, enquanto líder, não faça suposições ou julgamentos das ações.

Grandes líderes estão preocupados em fazer boas perguntas, se conectar e entender o mindset da sua equipe, ao invés de dar significados por conta própria que às vezes nem existem à ação das pessoas: “o que você quer dizer com essa ideia?”; “o que te levou a construir essa entrega dessa forma?”

Pergunte na hora certa e busque genuinamente entender.

2) Encoraje o aprendizado e mantenha a calma mesmo no estresse

George Kohlrieser, ex negociador de reféns e grande especialista em relacionamento interpessoal e confiança, classifica como um dos principais papéis do líder ser uma base de segurança.

Como assim? Para que as pessoas possam explorar e criar, elas precisam se sentir seguras. Afinal, as pessoas não resistem a mudanças. Elas resistem aos medos da mudança. Para que façam mais e diferente, precisam se sentir seguras pra isso.

Como construir uma equipe que se sinta segura se o líder não tem controle sobre o que sente e, consequentemente, externaliza sensações negativas em situações difíceis?

É característica de grandes líderes superar rápido os erros e momentos de estresse e mais: auxiliar com que as outras pessoas superem também.

3) Veja o potencial em cada um: mesmo que a própria pessoa não enxergue

Como um desenvolvedor de talentos, líderes estão o tempo todo preocupados em estimular as pessoas ao redor e isso cria um ambiente de trabalho favorável ao alcance de resultados.

Assim, se relacionando e conhecendo as pessoas, os líderes veem o potencial em cada um e buscam constantemente incentivar que os liderados explorem esse potencial, demonstrando que confia que ele pode encarar mais desafios dentro do que é de fato bom.

4) Construa diálogos verdadeiros com empatia e conexão

Um líder deve ser condizente com suas palavras e ações. Entender que quando se comunica, transmite suas emoções junto.

Para a resolução de um conflito, é essencial que o diálogo seja focado em resolver a situação e construir uma verdade maior, ao invés do líder tentar impor a sua verdade.

Deve-se falar de forma clara, direta mas sempre mantendo a postura propositiva e flexível, afinal, o objetivo é construir a melhor solução para todos. E isso se dá através da vulnerabilidade, empatia e conexão, mesmo em conversas difíceis.

Leia também: Gestão de Conflitos nas Equipes: como fazer?

5) Seja acessível

É comum ouvirmos líderes dizerem que não tem tempo para estarem próximos e acessíveis para a equipe.

Todos temos as mesmas 24h, porque alguns líderes conseguem e outros não?

A resposta é simples: a gestão do tempo, na verdade, é a gestão de prioridades.

Grandes líderes entendem que faz parte das suas prioridades estarem presentes para suas equipes, como apoio e estímulo constante. Cada vez que dizemos “sim” para um compromisso, estamos dizendo “não” para todos os outros.

Você, enquanto líder, tem dito sim para o que é importante para a sua equipe?

 

Quer aprender mais sobre liderança? Baixe agora nosso E-Book gratuito “5 Práticas Exemplares de Liderança” e dê mais um passo para se tornar um(a) grande líder!

 

Acreditamos que líderes devem constantemente demonstrar interesse e se importar com as pessoas.

Então, toda vez que ouvir uma ideia, seja o advogado do anjo e não do diabo: acrescente, elabore e apoie.

Crie ambientes positivos e enérgicos. Estreite o relacionamento da equipe. Entenda que liderança é uma jornada e que essa jornada deve ser repleta de aprendizados conjuntos e nenhum líder é um(a) herói(na) solitário(a).

Maria Carla Rubio

Gerente de Produto e Sócia do IEEP

Veja Mais Artigos
1
Oi, tudo bem? 😄
Aqui é o Bruno, do IEEP
Tem alguma dúvida? Ficarei feliz em te ajudar!
Powered by