BLOG

Os melhores artigos em Gestão Ágil e Liderança

27 de junho de 2018

5 dicas para recrutar a pessoa certa para seu time

Recrutar o melhor candidato e mais adequado para a sua vaga não é uma tarefa fácil, mas é totalmente necessária. Em algumas empresas esse processo é mais recorrente do que em outras. Ele demanda tempo, boa segmentação, divulgação correta, estratégias de avaliação bem traçadas e outros detalhes, como veremos nas dicas para recrutar a pessoa certa para seu time:

Antes de qualquer coisa, entenda perfeitamente para qual vaga você está selecionando e qual é o perfil mais adequado para preenchê-la. Nesse caso, vale a pena ter uma conversa com a equipe e entender quais são as suas dores mais latentes. Sabendo disso, você poderá traçar o perfil mais adequado, como mencionado.

Fuja dos padrões do passado

Para recrutar profissionais atualizados, com visão de futuro e que rompa com a visão tradicional de gestão empresarial, não podemos continuar fazendo o que fazíamos antigamente. Afinal de contas, para querer construir uma equipe de alta performance, é preciso mudar desde o momento da seleção.

Para tornar o seu processo mais simples e assertivo, você precisa ter detalhado todos os seus objetivos com aquela vaga. Por exemplo, depois que fizer o levantamento completo das necessidades que você precisa cobrir, você precisa seguir as seguintes dicas para recrutar a pessoa certa para seu time:

1 – Questionário para traçar perfil do candidato

Antigamente as pessoas recrutavam para entrevistas a partir da análise do currículo dos candidatos. Mas isso ficou no passado. Hoje você precisa pegar todas as informações levantadas com a equipe e construir um “gabarito” com o perfil do candidato mais adequado para a vaga.

Neste formulário, pergunte sobre as técnicas do candidato, peça para que ele dê notas para suas competências e desenvolva assuntos relacionados à vaga. Por exemplo, se você for abrir uma vaga para um estagiário da área de tecnologia que precise dominar uma especificidade, peça para que ele conte alguma situação que precisou aplicar a técnica e que tenha dado certo de alguma forma.

Além de perguntar coisas técnicas, entenda o emocional desse candidato. Trace perguntas que indague-o sobre seu psicológico. Por exemplo, como reagir a alguma situação. O que ele espera do futuro, como ele se vê daqui a 10 anos.

Lembrando: o questionário precisa indagar as pessoas sobre coisas específicas e que realmente serão usuais para o seu modo de seleção. Apesar disso, não deve ser muito longo para não despertar desinteresse. Faça uma introdução informando quanto tempo o candidato precisa reservar para responder o formulário de forma tranquila.

2 – Use a tecnologia a seu favor para recrutar a pessoa certa

Hoje em dia é mais fácil pesquisar por talentos. Com ferramentas como o Linkedin, por exemplo, você pode navegar pelos perfis até encontrar uma série de pessoas que se encaixem na sua vaga. Muitos desses profissionais que você encontrar durante a busca podem estar comprometidos com outros trabalhos, mas vai da sua avaliação enviar o formulário ou não.

Pode acontecer da pessoa estar desinteressada e em busca de novas oportunidades de emprego e você aparecer na hora certa.

3 – As suas regras precisam ser reais

Não estabeleça regras para o recrutamento e seleção que sejam indispensáveis. Ou seja, não trace como indispensável uma habilidade que pode ser deixada de lado durante a realização de tarefas. Se o inglês não precisa ser fluente, não coloque como se fosse necessário. Você pode estar inibindo um candidato de se inscrever.

Da mesma forma que você precisa ser sincero sobre a lista de atividades que serão realizadas por esse candidato. Por exemplo, se você for contratar um profissional de Marketing e precisa que ele domine o Pacote Adobe, deixe isso bem claro na sua divulgação.

Isso, inclusive, vai te ajudar a não receber candidaturas que fogem totalmente do que você havia pensado para a vaga.

4 – Foque em pessoas que tem potencial

Calma, não estou falando aqui de potencial técnico apenas. Mas de potencial membro da sua equipe. Ele vai se encaixar e contribuir para a harmonia do seu time? Pode parecer um simples detalhe, mas essa questão é necessária para não criar nenhum tipo de desunião e gerar conflitos na sua equipe.

Para isso, vale realizar um teste comportamental no momento da seleção. Geralmente os testes comportamentais avaliam a personalidade do candidato. Tendo esse estudo em mãos você poderá medir a compatibilidade com o resto da sua equipe e ter isso como um critério de decisão.

Esse item pode ser um facilitador no momento de construção de uma equipe de alta performance e de desenvolvimento de equipes e liderança. Isso porque a compatibilidade com a cultura organizacional e com os valores defendidos pela empresa (Fit Cultural) precisam ser respeitados para que seja alcançado um bom desenvolvimento da empresa como um todo.

Desenvolva a sua equipe de alta performance

O IEEP promove treinamentos focados em construção de Equipes de Alta Performance. Esses treinamentos servem exatamente para auxiliar as empresas nesse processo de team-building e desenvolvimento de lideranças. Para os profissionais que são responsáveis por recrutamento e seleção esse tipo de treinamento é indispensável.

Agora que você já leu as dicas para recrutar a pessoa certa para a sua equipe, clique aqui e leia mais sobre os treinamentos que te ajudarão no processo de construção de time.

Veja Mais Artigos
1
Oi, tudo bem? 😄
Aqui é o Bruno, do IEEP
Tem alguma dúvida? Ficarei feliz em te ajudar!
Powered by