BLOG IEEP

Os melhores artigos em
Gestão Ágil e Liderança

14 de maio de 2021

5 competências que ajudam você a ser um profissional ágil

Ao contrário do que se pensa, a agilidade não está associada a uma predisposição genética. Então, podemos dizer que uma pessoa não nasce ágil, mas se torna ágil a partir do momento em que desenvolve algumas competências que muito contribuem para o processo de se tornar um profissional ágil.

Antes de listarmos quais são essas competências, é importante lembrar que a Cultura Ágil é sustentada por três pilares:

  1. Metodologias ágeis: são ferramentas de gestão que ajudam a implementar os elementos da cultura ágil dentro de uma organização;
  2. Estruturas ágeis: são formas de organização utilizados pelas empresas para dar espaço a agilidade;
  3. Colaboradores ágeis: agentes que apresentam valores e comportamentos individuais que criam uma cultura dentro de um determinado ambiente.

Nesta tríade, percebemos que o fator humano surge como base de todo o processo. Logo, pode-se afirmar que a Cultura Ágil é aquela que valoriza indivíduos além de processos, e tem muito mais a ver com a maneira como o profissional executa o seu trabalho do que simplesmente com rapidez na execução.

Conforme define Stephen Denning, autor do livro “Age of Agile” e referência mundial em agilidade, “ser ágil é ser capaz de gerar o dobro do valor na metade do trabalho”. Ou seja, ser um profissional ágil é prezar pela entrega de valor de maneira contínua, sempre focada no cliente, na melhoria e na adaptação quando necessária.

E para chegar a este patamar, o a pessoa precisa desenvolver algumas competências que são fundamentais no processo de transformação de um profissional ágil. São elas:

1 – Ser uma pessoa que não tem medo de errar

O ser humano erra, é normal. A diferença está na maneira que a pessoa enxerga o erro. Existem aquelas que paralisam só de cogitar que existem possibilidades de fracasso. O medo de errar, nestes casos, leva esse profissional a testar menos ideias e correr menos riscos.

Já o profissional ágil é aquele que olha pro erro e tira dele uma lição. Ou seja, ele aceita a possibilidade de errar, desde que seja rápida, barata e que traga algum  aprendizado. É comum observar que empresas ágeis não erram por errar, mas utilizam o erro para melhorar seus processos.

2 – Ser uma pessoa que valoriza entregas bem-feitas

Nós do IEEP gostamos de usar um termo chamado de “perfeccionismo ágil”. Isto significa que: nós nos esforçamos para entregar ao nosso cliente de forma ótima, porém, com uma mentalidade ágil de produzir, feedbacks e testes constantes, aprendendo e aprimorando.

Ou seja, essa competência está relacionada ao profissional que acredita que sua entrega precisa ser feita dentro do prazo, de forma bem-feita e com o máximo de qualidade possível.

3 – Ser uma pessoa com mindset de crescimento

“Mindset”, segundo a psicóloga e escritora Carol Dweck, é a visão que uma pessoa adota de si mesma. Em outras palavras, é a forma como ela enxerga suas características, virtudes, qualidades e defeitos sob todos os aspectos de sua vida.

E quando falamos em cultura ágil, uma característica marcante em um profissional ágil é a capacidade que ele tem de cultivar o seu “mindset de crescimento”, que nada mais é do que ter a crença de que suas qualidades básicas são coisas que ele pode cultivar por meio do esforço.

Logo, o profissional ágil que possui este mindset de crescimento é aquela pessoa que  que se empodera e abraça seus desafios. É aquela que persiste perante os contratempos, aprende pelo criticismo, e encontra lições e inspiração no sucesso de outras pessoas.

4 – Ser uma pessoa que sabe o que o cliente quer

A relação entre empresas e clientes mudou bastante. Antigamente, eram os clientes giravam em torno das empresas. Hoje, os clientes é que estão no centro e são as empresas que gravitam ao seu redor, competindo para entregar mais satisfação e encantamento.

Nesta ótica, o profissional ágil é aquele que está sempre atento à relação existente entre o seu trabalho e o valor requisitado pelo seu cliente. Possuem entendimento claro do que o seu cliente quer, em troca, entregam esse valor com eficiência e encantamento, garantido a sua fidelização.

5 – Ser uma pessoa que toma a responsabilidade para si

Outra característica marcante de um profissional ágil é a “accountability”.

Essa palavra da língua inglesa não possui uma equivalência para o português, no entanto, significa que uma pessoa “accountability” é aquela que pensa e age como dono, e puxa a responsabilidade para si ao invés de ficar dando desculpas e procurando fatores externos para colocar a culpa.

Diante de um resultado não esperado, o profissional ágil é aquele que volta atrás, corrige o que precisa ser corrigido, e segue com o projeto.

Ao contrário do que se pensa, apoiar-se em desculpas não nos faz ganhar tempo, apenas cria um bloqueio para encontrar outras soluções e desenvolver as demais competências que listamos aqui.

Em resumo, podemos concluir que: para ser uma pessoa ágil é preciso estar aberta a mudanças. E, ao mesmo tempo, compreender que trata-se de um processo de construção – e de desconstrução –diário e contínuo, já que inclui a quebra de vários paradigmas e um novo olhar para o próprio comportamento e autoconhecimento.

 

Veja Mais Artigos