Blog

Gostou dos nossos conteúdos? Cadastre-se abaixo e receba em seu e-mail

11 de janeiro de 2019

Metodologias ágeis: o Scrum é apenas uma delas

A única certeza que temos é que o mundo está em constante mudança. As empresas que crescem exponencialmente são justamente aquelas que conseguem reagir de forma rápida às mudanças e se adaptar. Organizações que desejam ser realmente inovadoras não podem insistir em manter estruturas burocráticas, excesso de planejamento e tomadas de decisões lentas. Uma forma de alcançar isso é com as metodologias ágeis.

As metodologias ágeis são justamente alternativas aos métodos tradicionais e surgem com o objetivo de possibilitar a formação de times ágeis, focados em soluções criativas, simples e efetivas.

O que são metodologias ágeis?

Metodologias ágeis estão presentes na indústria desde o surgimento do modelo Toyota de produção, cujo foco era enxugar a produção, reduzir custos e desperdícios. Apesar disso, foi em 2001, em Utah, que oficializou-se o Manifesto Ágil. Reuniram-se dezesseis grandes mentes da área de TI e foi desenvolvido tal documento que traz diretrizes para a melhor performance no desenvolvimento de softwares. Pelo menos, este era o objetivo inicial.

Hoje, os princípios do Manifesto Ágil são aplicados amplamente por empresas de todos os setores e já foi provada sua capacidade de melhorar os resultados dos times.

Os valores do ágil

Quais são, então, tais diretrizes que vem dominando o mercado?

  • Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas: a melhoria dos processos é muito importante, mas é ainda mais essencial que a equipe esteja engajada e tenha uma excelente dinâmica de trabalho. Afinal, são as pessoas que são capazes de dar um passo a mais, aplicar as ferramentas, executar os processos e, inclusive, melhorá-los.
  • Produto em funcionamento mais que documentação abrangente: desprender muito tempo apenas com planejamentos detalhados e relatórios extensos não geram o resultado necessário. O que gera o resultado é a execução, uma entrega que funcione e que possa ser testada e aprimorada.
  • Responder a mudanças mais que seguir o plano: já falamos um pouco que as mudanças são constantes. Os requisitos dos clientes mudam durante a execução de um processo ou projeto. É mais importante ser capaz de identificar as mudanças e se adaptar rápido do que o apego ao plano que pode não mais corresponder às necessidades de quando foi planejado.
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos: o trabalho com o cliente deve ser contínuo e não apenas durante o fechamento do contrato. O time não deve ficar preso apenas ao que foi negociado. Ao contrário, deve buscar ativamente o cliente. Solicitar feedbacks e aprovações constantes para que a geração de valor seja de fato relevante.

Tendo esses valores como base, hoje existem uma série de frameworks ágeis: o Scrum é apenas um deles. Conheça o resumo de algumas metodologias ágeis abaixo.

OKR

OKR (Objective and Key Results) é um framework para gerenciar metas e resultados de forma simples e dinâmica. Foi criado pelo presidente da Intel Andrew Grove e hoje é utilizado por empresas de diversos portes. Especialmente no Vale do Silício. Entre elas estão o Google, Linkedin, Twitter, Dropbox, entre outras.

OKRs tem seus objetivos e resultados chaves definidos em ciclos. Eles são geralmente de 3 meses, e, ao fim de cada ciclo, são replanejadas. Assim analisando a efetividade e resultados alcançados e aperfeiçoando constantemente a cada período.

Além disso, as OKRs são transparentes e compartilhadas por toda a empresa. Assim definindo prioridades claras e dando autonomia para as equipes.

Lean Startup

A metodologia Lean, traduzido do inglês como “enxuto”, tem como base a redução de desperdícios e aumento da produtividade. Eric Ries, em seus estudos de gestão e agilidade, desenvolveu o termo “Lean Startup”. Esse, que deu origem ao livro Startup Enxuta.

Nele é trazido o conceito de produto mínimo viável (MVP, do Inglês Minimum Viable Product), que significa: um produto que funcione, do menor tamanho e tempo possível de estruturação e que seja relevante o suficiente para que os clientes consumam e paguem com ele. E, a partir desse MVP, o produto é melhorado constantemente, da seguinte forma:

  • Build (construir): transformar ideias em produto, construir o MVP
  • Measure (medir): ver como o mercado responde, buscar feedbacks
  • Learn (aprender): aprimorar o produto

Scrum

Um dos métodos ágeis que mais crescem no mercado. O Scrum é uma metodologia ágil de gerenciamento de projetos focada em planejamentos curtos. Com o Scrum, a prioridade e a ordem de execução das atividades vai sendo definida aos poucos. Ou seja, ao longo do projeto, com entregas de valor rápidas e constantes para o cliente.

Dessa forma, o projeto ganha flexibilidade para se adaptar às mudanças e evita-se perda de tempo com planejamentos de muito longo prazo. Isso porque o longo prazo contém muitas incertezas.

Além disso, as equipes no Scrum funcionam com muita autonomia e diferentes papéis. Isso quando comparados ao método tradicional de gerenciamento de projetos.

Outras metodologias ágeis ou que se relacionam intimamente com elas são: Design Thinking, Kanban, Inception Agile, entre outras.

 

Para aprender mais sobre algumas das metodologias ágeis, clique aqui para fazer download do ebook de Scrum ou aqui para acessar o ebook de Design Thinking. 

Veja Mais Artigos
1
Oi, tudo bem? 😄
Aqui é o Bruno, do IEEP
Tem alguma dúvida? Ficarei feliz em te ajudar!
Powered by