BLOG IEEP

Os melhores artigos em
Gestão Ágil e Liderança

12 de maio de 2020

O principal desafio na implementação das metodologias ágeis

Implementar metodologias ágeis, como o Scrum ou OKR, é algo que pode ser bem benéfico para sua empresa. Afinal, este modelo de gestão traz diversas vantagens para a organização, como por exemplo uma resposta mais rápida às mudanças e equipes mais autônomas e engajadas.

Porém, como em qualquer mudança a ser feita na empresa, não é tão simples e direta assim. Ao contrário do que se pensa, entender os conceitos ágeis não é a maior dificuldade.

Então, se você quiser conhecer o maior desafio na implementação das metodologias ágeis, confira o post e descubra como lidar com ele antes mesmo de começar.

Qual é o principal desafio na implementação de metodologias ágeis?

A resposta para esta pergunta vem diretamente de um dos fundadores do Scrum e, embora, ele tenha falado especificamente sobre a metodologia de gestão ágil de projetos, essa afirmação também vale para as demais metodologias ágeis.

“O grande desafio não é iniciar a utilização de boas práticas do Scrum, mas sim deixar o time, cliente e a sua empresa prontos para as mudanças de paradigmas que a metodologia ágil traz” – Jeff Sutherland

Na verdade, o principal empecilho não está não está no conhecimento técnico sobre as metodologias, mas sim na mudança de paradigma na mente das pessoas, tanto dos colaboradores, como das lideranças.

Ou seja, o grande desafio em implementar o ágil está em pessoas. E quando falamos de influenciar a mudança de mentalidade das pessoas, estamos falando diretamente sobre liderar pessoas.

O ser humano tem uma trava natural contra as mudanças, mesmo quando elas vêm para o bem. Afinal, a zona de conforto tem esse nome é não à toa. É confortável não mudar. Portanto, a mudança de um modelo de pensamento que está enraizado há bastante tempo para outro pode ser mais complexo do que parece.

Qual é a mudança necessária para implementar as metodologias ágeis?

Ser ágil é trabalhar em ciclos iterativos e validar o que já foi feito, para corrigir rapidamente o que for necessário. Ser ágil é você aceitar que não conhece a solução de tudo que irá fazer e as coisas irão mudar.

Em outras palavras, um dos principais pilares das metodologias ágeis é “errar cedo”. Ou seja, quanto antes você errar, mais cedo pode corrigir o erro e seguir em frente. Acima de qualquer outro, este já é um grande empecilho.

Primeiro, ele diz que errar é natural. Isso faz parte do processo, e todo mundo vai errar em algum momento. Logo, a equipe precisa perder o medo de errar. Além disso, deve estar pronta para receber o feedback, que nem sempre vão ser elogios.

Em segundo lugar, existe a questão de errar cedo. Também é natural que o ser humano queira postergar o erro, afinal, ninguém gosta de errar. Porém, o que é melhor? Errar no início do processo, quando existe tempo para corrigir, ou errar no final, quando as consequências tendem a ser bem piores?

Por isso é tão importante a validação contínua. Essa é uma forma de garantir que todo o esforço dedicado para alguma entrega está canalizado na direção correta, já que no mundo em que vivemos a mudança é uma constante.

Basicamente, ser ágil é sobre estar constantemente (re)priorizando o trabalho e sendo uma pessoa flexível, ao mesmo tempo que busca sempre entender a sua equipe, o seu cliente (empatia) e formas de ser mais produtivo. E isso é um desafio para muitas pessoas.

Portanto, lhe pergunto:
• O quanto você e sua equipe são flexíveis?
• O quanto buscam receber um feedback sincero?
• O quanto são adaptáveis as mudanças do ambiente?
• O quanto são produtivos e empáticos?

Isso demanda um mudança de mentalidade forte, o que é um grande desafio.

Se você quer ser ágil, avalie as pessoas primeiro.

Como lidar com o desafio de implementar as metodologias ágeis?

Mas, afinal de contas, como encarar este desafio? No Mundo VUCA atual, ser ágil significa ter uma mentalidade de constante adaptação e flexibilidade. Portanto, antes de entender o que é scrum, product owner, backlog e todos os outros conceitos, o trabalho é cultivar o espírito de aprendizado constante. Afinal, com o aprendizado, vem a mudança.

A liderança irá “pavimentar” todo o caminho para que uma transformação ágil aconteça, já que as pessoas são a parte mais importante da transformação. Só assim criaremos um time com pessoas realmente ágeis, ou seja, que não possuem medo de errar, testar, inovar e reunir tudo aquilo que foi aprendido com os inevitáveis erros para melhorar nos processos futuros.

Lembre-se: agilidade é um adjetivo, e não um substantivo. Você pode ser ágil, mas não pode ter ágil. A real agilidade não se garante através da implementação de metodologias, embora esse seja uma passo imprescindível para qualquer empresa que queira ser ágil.

Aprofunde no que é a agilidade de fato em nosso E-Book “Mentalidade Ágil” e entenda de uma vez por todas as características do profissional ágil, priorização, o que é ‘Accountability’ e muito mais!

 

Veja Mais Artigos
Open chat
1
Oi, tudo bem? 😄
Aqui é o Augusto, do IEEP
Tem alguma dúvida? Ficarei feliz em te ajudar!